Menos e menos pessoas conseguem manter um casamento. Um terço dos casamentos não sobreviverá. O divórcio é muito impactante em sua vida e na vida de seus entes queridos. Você tem que colocar tudo para salvar seu casamento. Pelo menos, desde que você ainda acredite em casamento. Do contrário os problemas conjugais também não podem ser resolvidos.

Estamos felizes em ajudá-lo a salvar seu casamento. Neste artigo, explicamos 8 dicas de ouro que podem ajudá-lo a dar uma nova vida ao seu relacionamento. Vocês ficaram muito felizes um com o outro. Com trabalho e atenção, você pode reviver os velhos tempos, mas precisa fazer algo a respeito.

Em um relacionamento saudável, sempre há diferenças de opinião e argumentos. Vocês são parceiros iguais, cada um com sua própria opinião. É impossível estar sempre em acordo sobre tudo.

Em um relacionamento em que nunca há problemas, provavelmente há resignação negativa, por exemplo: "Não vou mais entrar nisso, porque não faz sentido". Existe um problema conjugal se isso acontecer para um dos dois parceiros. Assim que a situação no casamento o deixar infeliz, é preciso tomar medidas.

8 Dicas de Ouro Para Resolver Problemas no Casamento

Tente de tudo para salvar o casamento

Você entra em um casamento para a vida. Com problemas no casamento, você deve fazer tudo o que estiver ao seu alcance para salvá-lo, a menos que não queira mais permanecer no casamento. Antes de começar a tirar conclusões, você deve ter certeza do seu caso. Um divórcio tem um grande impacto emocional e financeiro. Não apenas para você, mas também para as pessoas da sua vida e, claro, especialmente para a família. Contanto que ainda valha a pena para você, você deve garantir mudanças no seu relacionamento

Um relacionamento é deteriorado ainda mais por uma espiral negativa

Casais com problemas conjugais acabam em um círculo vicioso. Por causa dos problemas, surgem problemas ainda maiores. É por isso que algo deve ser feito sobre a situação. Eventualmente, os problemas conjugais se tornam tão grandes que você não será mais capaz de controlá-los novamente. O problema geralmente é que os problemas do casamento não são apreciados. Isso também é lógico, porque a linha entre um período em que o casamento é um pouco mais rígido e os problemas conjugais reais são vagos. Você só pode resolver problemas depois que eles forem reconhecidos.

A terapia de relacionamento é a solução?

Você só entra em terapia de relacionamento se não conseguir resolver os problemas sozinho. A terapia de relacionamento não funciona bem para todos. Seu relacionamento pode se beneficiar a longo prazo, mas também pode fortalecer o pensamento negativo sobre ele. Você perceberá inconscientemente que agora também precisa de terapia para manter seu relacionamento vivo. Se você tiver que escolher entre divórcio ou terapia de relacionamento, é claro que é uma escolha simples. Você pode tentar a terapia como último recurso.

8 Dicas de Ouro Para Resolver Problemas no Casamento

Como você sai dessa espiral negativa? Você também deve deixar seu cônjuge pensar junto com você. É preciso duas pessoas para um bom casamento. Um cônjuge infeliz já causa problemas conjugais para ambos. Aplique as dicas abaixo para implementar imediatamente melhorias no casamento.

Dica 1: Pare de Culpar e Comece a Construir

Existem muitas censuras dentro de um casamento perturbado. Os parceiros que desejam trabalhar em seu relacionamento devem parar com isso. É bom expressar o que você não gosta, mas não faça isso com raiva (negativo). É melhor esperar até um momento em que não haja atrito mútuo. Declare com que você está chateado de maneira não-reprovadora. Parar de culpar é o primeiro passo para quebrar uma espiral negativa dentro do seu relacionamento. Ainda há um longo caminho a percorrer, mas o primeiro passo foi dado.

Dica 2: Pesquise a Origem Dos Problemas

Provavelmente existem mais causas para seus problemas conjugais, mas tente descobrir qual é a base do problema. Quando e porque surgiu? Problemas conjugais são frequentemente a soma de múltiplas complicações, mas pode haver um problema real. Isso pode ser o aborrecimento sobre a atitude negligente de um dos dois, mas também pode ser causado por sexo ruim, por exemplo. Se você conseguir descobrir a provável origem dos problemas, também será mais fácil fazer algo a respeito.

Dica 3: Também Esteja Aberto a Seus Próprios Erros e Atitudes Negativas

Identificar os problemas com o cônjuge provavelmente não custará muito esforço. O próximo passo é enfrentar suas próprias desvantagens e fazer algo com isso. O grau de culpabilidade pelos problemas no relacionamento pode diferir, mas ambos contribuem ativamente para os problemas. Coloque no papel onde você é mais deficiente. Pergunte ao seu cônjuge em uma conversa substantiva sobre o que você está fazendo de errado. Você conhece suas desvantagens? Então faça algo com isso.

Dica 4: Muitas Conversas

Muitas conversas terão que ser conduzidas para progredir. Aproveite o tempo para isso. Não espere que algumas conversas sejam suficientes para salvar seu casamento. A comunicação é uma linha que não pode ser interrompida. É melhor agendar conversas detalhadas diariamente ou pelo menos várias vezes por semana. Além disso, discuta o progresso que você já fez. Use eventos desse dia para analisar o que pode ter dado errado e como você pode evitar isso no futuro.

Dica 5: Identifique os Pontos Mais Fortes um do Outro

O crescimento da boa vontade em conjunto não faz mal. Vocês provavelmente costumam criticar um ao outro. Você não deve esperar elogios em um casamento interrompido. Tente anotar os pontos fortes do seu cônjuge. Faça uma lista e discuta um com o outro. É bom ouvir o que seu cônjuge aprecia sobre você. É principalmente sobre os pontos fortes do caráter.

Dica 6: Volte Para o Início

É bom sentir novamente o que sentiram um pelo outro no passado. Voltar os dois ao básico para ver se vocês também tiveram bons momentos. Pode ser fotos de tempos melhores, mas outra maneira agradável é sair de férias a dois até o destino aonde vocês passaram a lua de mel. Inclusive recordar lembranças pode ser muito eficaz. O ponto é que você não deve pensar apenas negativamente no seu casamento. O objetivo conjunto deve ser voltar a ser feliz novamente juntos. Para isso, é necessário perceber como é se divertir novamente dentro de um relacionamento.

Dica 7: Façam as Coisas Juntos

Os cônjuges devem tomar medidas fazendo mais coisas juntos. Por exemplo, faça trabalhos juntos em casa ou faça um curso juntos. Algo em comum deve ser reconstruído novamente. Um sentimento de "nós" deve ser criado novamente. Isso dá uma conexão. Você deve obter mais do que apenas duas pessoas vivendo sob o mesmo teto.

Dica 8: Dê Mais Espaço um ao Outro

Também pode haver problemas de relacionamento, porque você não deixa seu cônjuge respirar. Até os casais mais loucamente apaixonados precisam de espaço algumas vezes. Só o tempo nos dá a oportunidade de focar em nós mesmos - o que nunca é uma coisa ruim - além de explorar nossos outros interesses, nossos relacionamentos com nossos amigos e familiares e espaço para crescer. As pessoas não podem evoluir quando estão constantemente coladas ao lado de outra pessoa.

Mas, para alguns, pedir espaço ao cônjuge pode ser realmente fácil, mas pode ser mais difícil para outros. Seja o medo de magoar o cônjuge ou simplesmente não conseguir encontrar as palavras certas.

Indique ao seu cônjuge que você deseja fazer mais você mesmo. Dar espaço um ao outro é diferente de evitar um ao outro. Nesse caso, outras medidas devem ser tomadas para tornar o relacionamento saudável novamente.

As dicas funcionarão apenas com a total cooperação de ambos os cônjuges. Se o seu cônjuge não deseja cooperar na melhoria do relacionamento, ele subestima o problema ou seu cônjuge já desistiu do relacionamento.

Um relacionamento saudável garante uma vida feliz. Um relacionamento ruim causa estresse, acidente e muito drama.

Obtenha o relacionamento em que seu cônjuge está 100% comprometido com você, sem atritos ou tensões irritantes.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem