Quando Seu Casamento Precisa de Ajuda

Todo casamento experimenta problemas. Não importa quanto tempo você tenha se casado - seja um ano ou 40 anos - você terá problemas. Os problemas conjugais podem ser extremamente intensos e dolorosos, e essas feridas podem cortar profundamente e durar muito tempo.

A dor causada por alguém de quem você gosta tanto quanto seu cônjuge pode ser muito difícil de lidar. A maioria de nós tem ideias preconcebidas sobre como nossos cônjuges devem nos tratar. Esperamos maus tratos de outras pessoas, mas não de nossos cônjuges. Apenas lembre-se de que, como seres humanos, frequentemente pensamos, sentimos e nos comportamos de maneiras prejudiciais, mesmo em relação àqueles que amamos. Pessoas com falhas se tratam de maneiras falhas; então não importa o quanto nos importamos, às vezes nos machucamos.

Quando Seu Casamento Precisa de Ajuda

Seu casamento não está condenado porque vocês machucam um ao outro, tem dificuldade em se comunicar ou tem divergências sobre questões importantes. Os casais têm experimentado e resolvido problemas por conta própria - começando com Adão e Eva e continuando até hoje. Quanto mais experiência e maturidade um casal desenvolve em um casamento, maior o sucesso obtido no gerenciamento e solução de problemas. Deus nos criou com a capacidade de gerenciar com sucesso os relacionamentos de maneira saudável e produtiva.

Pergunte a outros casais o que foi preciso para construir um casamento forte e bem-sucedido. Tenha certeza de que seus casamentos fortes não se desenvolveram da noite para o dia. Eles experimentaram alguns dos mesmos problemas que você tem. Um dos motivos pelos quais os casamentos são fortes hoje é que eles estavam comprometidos com a ideia de que, independentemente dos obstáculos que enfrentassem, aprenderiam a administrar seus problemas e a superar a crise de maneira contínua.

Ao ler esse artigo, por favor, entenda que os princípios que estamos sugerindo não têm a intenção de lidar com todos os problemas com os quais os casais lidam no casamento. Nós especialmente não queremos sugerir que você deve permanecer em uma situação em que sua segurança ou a segurança de sua família esteja em risco. Se você estiver em um relacionamento em que seu cônjuge exiba qualquer um dos seguintes sinais, procure ajuda imediatamente:
  • Fisicamente abusivo
  • Exibe sintomas de uma doença mental significativa
  • Tem um grande desequilíbrio químico
  • Ameaça a segurança de você ou de seus filhos
Estas não são questões simplistas e não podem ser tratadas simplesmente lendo um livro ou conversando com um amigo. Procure ajuda profissional imediatamente. Você pode ligar para uma clinica de saúde mental ou entrar em contato com um psicólogo ou psiquiatra em sua área específica.

Ajuda Para Vários Problemas no Casamento

Os problemas nos casamentos podem variar de menores a sérios a graves, com cada um exigindo um tipo diferente de ajuda. Os exemplos a seguir ilustram como os problemas de casamento podem ser amplos. É importante perceber que a ajuda está disponível em todos os níveis e pode transformar até mesmo uma situação de aparência desesperada de forma radical.

Problemas insignificantes

Jose e Maria não estão se comunicando como costumavam fazer. Eles discordam frequentemente sobre como disciplinar seus filhos e passam menos tempo juntos. Finalmente, eles reconhecem a necessidade de renovar seu casamento e participar de um seminário de casamento juntos na igreja. Em casa, eles começam a ter sucesso implementando as ferramentas que desenvolveram.

Problemas sérios

Jorge e Marta estão brigando ou se afastando, e Jorge ameaçou várias vezes ir embora. Torna-se claro para ambos que o casamento não sobreviverá sem priorizar aprender a relacionar-se de maneira saudável. Eles procuram e encontram um conselheiro cristão; e depois de repetidas visitas, aprendem a quebrar seus padrões destrutivos.

Crise

Julieta fica arrasada ao saber que Romeu teve um caso extraconjugal. No começo, ela está pronta para se divorciar dele. Ela o expulsa da casa. Mas com o tempo, ela percebe que quer lutar por seu casamento. Ele quer reconstruir o relacionamento deles também. Ela insiste em uma separação até que eles possam concluir o aconselhamento intensivo de casamento. Depois de seis meses, Romeu volta a se envolver, e ambos se comprometem com novos padrões de comportamento e aconselhamento continuado.

Diagnosticando o problema central

Embora problemas como os descritos acima sejam comuns no casamento, eles podem passar de normais para anormais em um curto período de tempo. Se os problemas em seu casamento se tornarem incontroláveis, prejudiciais e destrutivos, ou causarem sofrimento emocional extremo, você pode precisar de alguém de fora de seu casamento para ajudar a fornecer ajuda objetiva - alguém que possa abordar o problema raiz e não simplesmente o problema atual, quer dizer, o problema aparente.

Por exemplo, você pode sentir que seu cônjuge não se preocupa mais com você, mas a questão principal talvez seja que você tenha dito ou feito algo que o magoou profundamente. O problema apresentado pode ser de natureza financeira, como o fato de o cônjuge não conseguir controlar seus gastos ou de não comunicar o que é permitido ou não permitido em relação aos limites de gastos. A questão central pode estar em não se comunicar adequadamente ou não estabelecer limites apropriados.

Se um problema causar um desconforto considerável e você não parecer estar fazendo progresso para resolvê-lo, aborde o problema de um ângulo diferente. A melhor recomendação para problemas contínuos e incontroláveis seria visitar um conselheiro matrimonial cristão. É melhor trabalhar com alguém enraizado em valores cristãos para complementar suas crenças - alguém profissionalmente treinado para trabalhar com problemas de relacionamento. Nem todo conselheiro é treinado para lidar com problemas complicados de relacionamento, nem todo conselheiro se apega a valores cristãos básicos.

Postar um comentário

0 Comentários