10 coisas que você pode fazer para ter um casamento forte e saudável

10 coisas que você pode fazer para ter um casamento forte e saudável
É preciso trabalho e paciência para ter um casamento forte e saudável, mas é possível. Assim como uma boa nutrição e exercício regular pode ajudá-lo a ter um corpo saudável, existem coisas que você pode fazer para ter um casamento forte saudável.

Aqui estão 10 dicas que você pode usar para fortalecer seu casamento:

1. Gaste mais tempo um com o outro.

Os parceiros casados precisam de tempo um com o outro, para poder crescer juntos. Planeje noites com data planejada regularmente e atividades de fim de semana. Se uma “escapada” não é imediatamente possível, então torne isso um objetivo pelo qual você vai trabalhar. Ao passar tempo com seu cônjuge, você vai entender melhor suas diferenças e como lidar com os problemas que elas podem causar. Esqueça a discussão sobre "tempo de qualidade” versus “tempo de quantidade" – todo casamento saudável precisa de ambos.

2. Aprenda a lidar com conflitos.

Conflito é uma parte normal de um relacionamento. No entanto, pode se chegar a um ponto em os conflitos podem aumentar em intensidade e se tornarem emocionalmente e às vezes fisicamente inseguros. Trabalhar os problemas em um relacionamento começa com a compreensão de quais são seus problemas e como discuti-los. Existem muitos recursos disponíveis para ajudá-lo a aprender como lidar com conflitos. O uso desses recursos pode ajudar muito a preservar a segurança sua e de seu cônjuge.

3. Mostre respeito um pelo outro em todos os momentos.

Quando um casal não respeita um ao outro, muitas vezes deslizam em hábitos negativos. A pesquisa mostra que nada pode danificar um relacionamento mais rapidamente do que críticas e desrespeito. Tratar o seu cônjuge como você gostaria de ser tratado vai ajudar muito a fortalecer o vínculo entre vocês. Fazer um elogio ao seu cônjuge é uma maneira rápida e fácil de mostrar-lhe o seu respeito. Quando você é tentado a reclamar com alguém sobre os erros ou defeitos do seu cônjuge, pergunte a si mesmo como você se sentiria se ele ou ela fizesse isso com você.

4. Aprenda sobre si mesmo primeiro.

Faça o compromisso de trabalhar na autodescoberta. Muitos parceiros entram em relacionamentos sem saber o suficiente sobre si mesmos. Como resultado, eles também podem ter dificuldade em aprender sobre seus parceiros. Aprender sobre si mesmo irá equipá-lo melhor para crescer como um indivíduo e como parceiro. Independentemente de quanto tempo vocês estão juntos, há sempre mais coisas que você pode aprender sobre ele ou ela. Quais são seus sonhos para o futuro? Qual é o seu pior medo? Qual é a melhor maneira de dar ou receber amor? Imagine a intimidade e o vínculo que você vai compartilhar ao longo de uma vida juntos se vocês se comprometerem a descobrir novas coisas sobre o outro!

5. Explore a Intimidade.

A intimidade conjugal pode levar seu relacionamento a um novo nível de diversão e proximidade. É importante, no entanto, lembrar que a intimidade nem sempre significa sexualidade. Um aspecto frequentemente esquecido da intimidade é a intimidade emocional. Um exemplo de intimidade emocional é criar um espaço seguro para o seu parceiro compartilhar suas emoções sem medo de você fazer julgamentos ou fazer caso. Aprenda a diferença entre intimidade emocional e física e quando cada uma é mais apropriada do que a outra. Oferecer ao seu parceiro um tipo de intimidade quando ele realmente precisa do outro pode criar problemas em seu relacionamento.

6. Explore interesses comuns.

Os casais prosperam quando compartilham interesses semelhantes. Isso não significa necessariamente que cada parceiro irá desfrutar de todas as atividades do outro, mas abre a oportunidade para uma maior partilha e compromisso. Fazer coisas separadamente não é ruim; entretanto, interesses comuns são importantes para casamentos fortes e saudáveis. Um interesse comum pode ser cozinhar ou fazer uma caminhada juntos, passear ou praticar algum hobby juntos. O objetivo é ter algo fora da vida familiar que ambos desfrutem.

7. Crie uma conexão espiritual.

Muitos casais se aproximam quando compartilham alguma forma de conexão espiritual. Isso pode ser feito de muitas maneiras diferentes. Por exemplo, pode ser alcançado através de uma afiliação com uma igreja, através da oração, meditação ou simplesmente passando tempo na natureza ou conversa íntima.

8. Melhore suas habilidades de comunicação.

A capacidade de conversar e ouvir um ao outro é uma chave para um casamento forte e saudável. Você nunca deve presumir que seu parceiro sabe o que você está pensando ou sentindo. Diga a seu cônjuge o que está acontecendo, e como cônjuge, saiba quando simplesmente ouvir. Aprender a ouvir realmente o seu cônjuge é uma habilidade que pode exigir prática. Existem muitos recursos disponíveis, como livros, artigos de educação matrimonial e cursos on-line. Todas estas opções podem ajudar os casais a aprenderem a se comunicar de forma mais eficaz.

9. Perdoem-se mutuamente.

Se ele ou ela ainda não tiver feito, com certeza, seu cônjuge vai fazer algo que vai machucar, frustrar ou perturbar você. Adivinha o que-você vai fazer... a mesma coisa! Às vezes, pode até ser de propósito, depois de uma discussão ou um mal-entendido. O perdão é uma virtude difícil, mas importante em um casamento, especialmente porque ninguém é perfeito. Não desista de seu cônjuge porque ele cometeu alguns erros, porque você também vai cometer os seus. Quando você cometer um erro, agir rapidamente para pedir perdão e corrigir problemas. Isso ajudará a encorajar o perdão e fortalecer seu casamento.

10. Procure o melhor um no outro.

Quando você conheceu seu cônjuge, você se apaixonou por algumas de suas qualidades maravilhosas. Ao longo do tempo, no entanto, sua visão dessas qualidades pode ter mudado. Por exemplo, ele era muito bom em poupar dinheiro quando se conheceram. Agora você o enxerga apenas como um consumista e gastador! Dê um ao outro o benefício da dúvida e crie uma lista de todas as coisas que você ama sobre seu cônjuge. Isso irá ajudá-lo a se apaixonar de novo!
Artigo Anterior
Próximo Artigo

artigo escrito por:

Pastor, web design, blogueiro profissional, autor do site "O Pregador" e vários outros projetos na internet. Adora compartilhar experiências e ajudar pessoas desenvolver o verdadeiro potencial

0 comentários: