Os 5 erros mais comuns no casamento

Os 5 erros mais comuns no casamento
Eu tenho o grande privilégio de conseguir me comunicar com casais de todo o mundo através dos meus blogs e também pessoalmente através de aconselhamento principalmente na igreja. Sempre que eu converso com casais, eu observo um padrão de alguns erros comuns que muitos casais cometem. Estou convencido de que, se você trabalhar para evitar essas armadilhas, erros perigosos, seu casamento vai ser muito melhor!
 
Em nenhuma ordem particular lhes apresento.... Os 5 erros mais comuns no casamento

1. Colocar o seu casamento em espera por causa de seus filhos.

Eu vejo tantos casais que colocam o casamento em banho-maria e colocam todo o foco nos filhos. Alguns casais chegam a dizer: "Bem, nós não fomos a um passeio juntos ou em uma viagem sozinhos desde que os nossos filhos nasceram", como se fosse uma medalha de honra a sua dedicação a seus filhos. Leia : 3 super dicas para manter seu casamento crescendo
 
Nós, obviamente, precisamos fazer dos nossos filhos uma prioridade, mas estou convencido de que não há maior presente que você pode dar aos seus filhos do que a segurança que vem de ver seus pais em um relacionamento amoroso comprometido um com o outro. Faça do tempo sozinhos juntos uma prioridade, especialmente quando seus filhos ainda são pequenos. Os seus filhos estão observando e eles vão basear a maioria de suas ideias sobre amor e casamento do que veem entre você e seu cônjuge.

2. Estar no mesmo quarto, mas em mundos diferentes.

Com todos os telefones supermodernos, tablets, computadores e tevês de última geração em nossas casas, é possível estar sentado ao lado de seu cônjuge enquanto está em dois mundos completamente diferentes. Faça disso uma prioridade; desligar todos os eletrônicos periodicamente e reconectar-se diariamente com seu cônjuge através de uma conversa ininterrupta. A comunicação consistente é vital para um casamento saudável. Falar com o seu cônjuge é sempre melhor do que trocar mensagens de texto com outra pessoa!
 
Leia também: 9 maneiras de melhorar o seu casamento e evitar a separação ou o divórcio

3. Ouvir as vozes erradas.

Um dos traços mais comuns dos casamentos insalubres, é que um ou ambos os cônjuges têm um grupo de amigos ou parentes que romantizam o divórcio ou vivem suas vidas de maneiras que não elevam a santidade do casamento. Escolha seus amigos com cuidado, porque você provavelmente irá se torna como eles são. Cerque-se de influências positivas e se distancie de negativos. A maioria dos nossos amigos mais próximos que nos incentivaram em nosso casamento são através da igreja. Eu gostaria muito de incentivá-lo a encontrar uma igreja que dá vida se você já não tiver uma.

4. Se contentar com a mediocridade.

Com toda a correria da vida, é fácil deixar nossos casamentos no piloto automático, mas qualquer coisa deixada no piloto automático acabará por cair! Não se contente com apenas coexistir na mesma casa quando você pode e deve estar crescendo diariamente em sua intimidade um com o outro. Mantenha a atenção, a paixão, a espontaneidade, o sexo, o riso, a abnegação e a diversão como prioridades.
 
Leia também: 7 ingredientes que fazem um casamento feliz

5. A armadilha da comparação.

Não compare o seu casamento com as histórias de amor de Hollywood. Eles podem parecer glamoroso de uma distância, mas se você observar, eles quase sempre acabam em divórcio. Não compare o seu cônjuge ou seu casamento com outras pessoas que parecem ter tudo nos trilhos. Se a grama parece mais verde do outro lado, isso não significa que você precisa se mover para o outro lado, isso significa apenas que você precisa regar sua própria grama! Invista no seu próprio casamento, em vez de desejar que você tivesse outra pessoa.
 
Se você está passando por um momento difícil em seu casamento, não cometa o maior erro de todos, desistir um do outro! Trabalhe em conjunto para reconstruir o que foi quebrado. Vai levar tempo e esforço, mas seu casamento vale a pena!
 
Se este artigo lhe ajudou de alguma forma, por favor compartilhe-o nas redes sociais usando os links abaixo para que possamos ajudar e incentivar outras pessoas também!
Artigo Anterior
Próximo Artigo

artigo escrito por:

Pastor, web design, blogueiro profissional, autor do site "O Pregador" e vários outros projetos na internet. Adora compartilhar experiências e ajudar pessoas desenvolver o verdadeiro potencial

0 comentários: