A Importância da Comunicação Familiar
A Importância da Comunicação Familiar
A comunicação é a maneira como interagimos com os outros e expressamos nossos sentimentos, pensamentos, necessidades e ideias. A comunicação não envolve apenas palavras, mas também os nossos gestos, expressões faciais, posições do corpo e percepções. A comunicação é um processo complexo que requer mais do que a clareza no uso das palavras; requer coerência entre as nossas palavras e os nossos gestos, expressões faciais, linguagem corporal e percepções. A comunicação também requer uma escuta ativa e um feedback cuidadoso do que é compreendido. Complicado como sempre é, a comunicação torna-se ainda mais complicada quando se trata de comunicação familiar e relacionamentos.

Quando os casais não conseguem manter uma boa comunicação ou há um colapso geral na comunicação familiar, o relacionamento matrimonial fica em perigo. Uma comunicação deficiente pode causar infelicidade e mal-entendidos. Se estes não são tratados de forma positiva, eles podem precipitar uma crise que pode levar à separação ou até mesmo ao divórcio. Nesse artigo eu falo sobre 4 maneiras de melhorar o padrão de comunicação no casamento

A habilidade número um que contribui para uma boa comunicação familiar é a escuta ativa. A escuta ativa é um sinal de amor e respeito quando você sinceramente procura entender e sentir empatia. A sinceridade é demonstrada quando você não reage negativamente ao que eles estão dizendo. É demonstrada quando você expressa apreço sobre os pensamentos, sentimentos e crenças do outro. A escuta ativa traz o melhor nos relacionamentos, promove um ambiente familiar positivo e fortalece a unidade familiar. Quando se estabelece oportunidades regulares para todos os membros da família ouvirem ativamente uns aos outros, incentiva e desenvolve uma boa comunicação familiar. Uma das melhores oportunidades regulares para desenvolver boas habilidades de comunicação familiar é em torno da "mesa de jantar".

A boa comunicação é a chave para um bom casamento. Se você está tendo problemas de comunicação com seu cônjuge ou você sente que há uma ruptura em sua comunicação familiar, não tenha medo ou vergonha de procurar ajuda. Existem pessoas capazes prontas para ajudá-lo a salvar seu casamento.
Como a pornografia distorce as relações íntimas no casamento
Como a pornografia distorce as relações íntimas no casamento
Com o lançamento do filme, 50 Tons de Cinza e recentemente, 50 Tons Mais Escuros; nós, como cultura, voltamos a revisitar questões importantes sobre assuntos sexuais que muitas vezes não são discutidas ou esclarecidas na medida em que aprendemos lições que realmente melhorarão nossos relacionamentos. Então, vou aproveitar esta oportunidade para falar sobre como a pornografia afeta a intimidade emocional nos relacionamentos românticos. Vou começar com uma pergunta que alguém me fez recentemente.

Eu descobri recentemente que meu marido tem assistido secretamente pornografia on-line por anos sem eu saber. Sinto-me muito magoada por esta descoberta e desgostosa com o pensamento do que ele está assistindo. Eu falei para ele da minha magoa e desgosto, mas ele disse que isso não o afeta em nada. Ele diz que "todos os homens veem pornografia". Eu preciso de uma comprovação da realidade. É a pornografia que prevalece com os homens? E o que eu devo fazer com esses sentimentos?

Esta é uma questão muito importante e que muitos casais enfrentam. Em primeiro lugar, é correto dizer que muitos homens se voltam para a pornografia em uma base regular. Estima-se que 40 milhões de brasileiros visitam regularmente sites pornográficos na internet. Mas, não são apenas os homens. Cerca de um terço desses visitantes regulares são mulheres. Mas aqueles que afirmam que a pornografia não os "afetam em nada" estão errados. Afeta e muito por causa de como ela corrói a intimidade física e emocional em relacionamentos reais.

Aqui estão algumas coisas a considerar:

Relacionamentos saudáveis são construídos sobre a confiança. Ser íntimo de alguém é tornar-se vulnerável. A confiança é a garantia de que seu cônjuge vai respeitar essa vulnerabilidade e honrá-lo. Se o seu cônjuge está secretamente convidando outros (completos estranhos) para o reino exclusivo que deve ser reservado entre vocês dois, quebra essa confiança e sentimentos de violação geralmente seguem. A confiança quebrada leva tempo e muito trabalho para curar.

A chave para um relacionamento forte e duradouro é a capacidade do casal de criar intimidade emocional. A intimidade emocional, não a intimidade sexual, é o que torna a relação mais significativa. Naturalmente se você tomar seus sinais dos sites de pornografia ou mesmo das mensagens inexoráveis que fluem através dos meios, você pôde pensar que o sexo é o agente de ligação principal nos relacionamentos. Apesar do fato de que esse mito está presente em nossa cultura obcecada pelo sexo, a intimidade emocional é que faz com que uma pessoa se sinta valorizada, amada, apreciada, cuidada, ouvida e querida. Quando a intimidade emocional está acesa entre duas pessoas, a satisfação com sua união sexual é muito maior. Não há necessidade de sair dessa relação para outros tipos de estimulação ou entretenimento sexual.

A pornografia cria expectativas irrealistas sobre seu cônjuge e o comportamento sexual. A pornografia tem comprovadamente enfraquecido o compromisso nos casamentos porque cria uma impressão completamente falsa de como é um corpo normal e do que realmente se trata o comportamento sexual. A relação sexual deve ser uma expressão mutuamente satisfatória do amor de cada parceiro pelo outro. Em contraste, a pornografia é sobre a autogratificação e muitas vezes envolve dominar ou maltratar a outra pessoa.

Descobri que as pessoas mais propensas a assistir pornografia são aquelas que têm déficits de amor que ocorreram anteriormente em suas vidas. Muitas vezes vêm de lares onde o amor e a afeição eram escassos. Todos nós somos eventualmente expostos à pornografia em algum momento, mas aqueles com déficits de amor parecem mais atraídos para ela como um substituto para os relacionamentos reais que não eram tão estimulantes quanto eles precisavam. Se a pessoa repetidamente retorna a pornografia para obter esse entusiasmo, pode se tornar um comportamento compulsivo que pode se transformar em um vício ao longo do tempo.

Não desista de lutar para tirar esses estranhos fora de seu quarto e sua imaginação. Seu casamento pode depender disso.
Quando os filhos chegam em um casamento
Quando os filhos chegam em um casamento
O nascimento de um filho geralmente traz alegria e felicidade em um casamento, mas também pode ser a causa de tensões graves no relacionamento conjugal. Os papéis de marido e mulher mudam drasticamente; de repente eles também são pai e mãe. Os jantares românticos, as escapadelas de fim de semana e gastos gratuitos são frequentemente substituídos por noites sem dormir, perda de tempo privado e um grande aumento nas despesas. A flexibilidade e a liberdade, como se conhecia antes, não existem mais e energia abundante deve ser redirecionado para o cuidado da criança. Para muitos casais, é difícil equilibrar as necessidades concorrentes da criança e do casamento.

Embora o casamento e os filhos devem naturalmente complementar uns aos outros, muitos casais não sabem lidar com isso muito bem. Cada cônjuge traz experiências únicas, ideias, origens familiares e sistemas de crenças que muitas vezes precipitam argumentos e retiros emocionais. As diferenças de opinião tornam-se cada vez mais fontes de estresse e conflito conjugais. Se essas diferenças não forem resolvidas de maneira oportuna e saudável, o que deveria ter sido ocasião para a alegria conjugal e a unidade pode trazer conflitos, divisão e brigas.

Então, como você pode evitar o estresse natural trazido pelo nascimento de um filho e impedir de afetar o relacionamento conjugal ao ponto de ruptura? Afinal, uma das coisas mais importantes que você pode fazer para o seu filho é ter um relacionamento forte e saudável com seu cônjuge. A alegria e a unidade em seu casamento fornecem a seu filho uma sensação de segurança e se tornam o exemplo de como se dar bem com os outros à medida que seu filho cresce. Como pode você e seu cônjuge podem superar suas diferenças individuais que são tão arraigadas em suas experiências únicas, ideias, antecedentes familiares e sistemas de crença?

Como equilibrar os filhos e o casamento?

O que você pode fazer para garantir que seu casamento resista às tensões provocadas pelo nascimento de um filho?

Compromisso: Assegurar e continuar tranquilizando um ao outro que nenhuma tensão e nenhuma diferença são significativas o suficiente para superar o seu compromisso um com o outro e com o seu casamento.

Comunicação: Mantenha-se aberto e honesto um com o outro em cada situação, manter a sensibilidade sincera e respeito pelas experiências, ideias, antecedentes familiares e sistema de crenças do seu cônjuge. Não importa o quão certo você possa acreditar que está, você deve em toda a justiça permitir que seu cônjuge sinta e pense de maneiras que diferem das formas que você sente e pensa.

Terreno comum mais elevado: Em vez de deixar que suas diferenças prejudiquem seu casamento e o impedem de proporcionar um ambiente de alegria e unidade para seu filho, reconheça que provavelmente nem você nem seu cônjuge têm todas as respostas certas. Procure maneiras de combinar as coisas boas de suas experiências individuais, ideias, origens familiares e sistemas de crenças únicos para criar um terreno comum mais alto no qual ambos possam estar firmes.

Conselho e ajuda: Está difícil? Não tente ir sozinho! Não tenha medo ou vergonha de procurar ajuda para superar as diferenças que tencionam seu casamento. Lembre-se de como você e seu cônjuge eram importantes um para o outro e o que os uniu em casamento. Lembre-se da importância de proporcionar um ambiente e um relacionamento saudável para seu filho. Procure ajuda sem demora sempre que precisar!
Filhos no Casamento
Filhos no Casamento
Se apaixonar e se casar pode ser uma das melhores coisas que já aconteceu com você. Encontrar alguém especial para compartilhar sua vida muda tudo. Agora você tem alguém para compartilhar todos os altos e baixos da vida, alguém que está com você em toda situação, não importa o quê.

No entanto, quando você finalmente decidir ter filhos, isso pode mudar a dinâmica do seu casamento mais do que você pode imaginar. Agora você introduziu uma nova pessoa no relacionamento que é 100% dependente de você para cada necessidade. Enquanto os filhos podem ser uma das maiores alegrias em nossas vidas, eles também podem causar um impacto bastante significativo no seu relacionamento com seu cônjuge.

Ter filhos pode causar uma mudança dramática no seu relacionamento com seu cônjuge e até afetar seu casamento. Manter uma boa comunicação durante este tempo é primordial. Quando os rigores e as rotinas de criar os filhos começa, torna-se fácil esquecer as origens de seu relacionamento com seu cônjuge.

Você já pensou em estabelecer algum tempo além de seus filhos somente para vocês dois se reconectarem no casamento?

Quais são algumas das coisas que vocês gostavam de fazer quando começaram a namorar?

Você tem se lembrado de tirar tempo para assistir filmes, passear e até mesmo algum ir a algum evento com seu cônjuge?

É perfeitamente legal e útil passar algum tempo longe de seus filhos para reconectar com seu cônjuge e voltar às origens de seu relacionamento.

Filhos e casamento não têm que ter um impacto negativo quando se trata do seu relacionamento. Criar filhos pode ser uma das maiores coisas que você e seu cônjuge podem fazer juntos. No entanto, é muito importante lembrar que você está nisso junto com seu cônjuge. Se você se deparar com problemas em seu relacionamento por conta de seus filhos, lembre-se de sempre comunicar com seu cônjuge sobre a situação. A comunicação aberta é sempre essencial para um casamento saudável. Isso nunca é mais verdadeiro do que quando você está criando filhos.
Aproveitando ao máximo o seu casamento
Aproveitando ao máximo o seu casamento
O casamento é um processo. Os indivíduos em um relacionamento, assim como o próprio relacionamento conjugal, atravessam estágios e têm o potencial para o crescimento contínuo. Este crescimento exige confiança, compromisso, habilidades, carinho, reciprocidade e esforço. Casamentos fortes e saudáveis ​​não acontecem por acaso. Em vez disso, os cônjuges em tais casamentos decidiram fazer o esforço para torná-los fortes, saudáveis ​​e satisfatórios.

Pessoas casadas felizes

Nem todos os casamentos fortes e saudáveis são iguais. No entanto, os pesquisadores descobriram que certas características são mais prováveis ​​de ocorrer entre maridos e esposas em casamentos fortes e saudáveis do que entre casais menos satisfeitos.

Estas características formam um perfil de pessoas casadas felizes e incluem:

Pessoas em casamentos felizes são pessoas generosas. Elas satisfazem suas necessidades emocionais fazendo por outros - e eles não exigem nada em troca.

Elas têm um forte sentimento de compromisso com seus casamentos. Elas não consideram a felicidade como garantida, mas estão sempre determinadas a fazer seus casamentos funcionarem.

Elas são fortes de espírito. Eles não se perdem no relacionamento. Embora valorizem sua independência - o direito de formar suas próprias opiniões, tomar suas próprias decisões, perseguir seus próprios objetivos – a harmonia conjugal é uma prioridade.

Elas têm impulsos sexuais vigorosos. O sexo desempenha um papel central e profundamente importante no casamento.

Elas gostam de falar. As pessoas casadas felizes passam muito tempo compartilhando pensamentos sobre todos os tipos de assuntos. Elas são abertas e diretas, não manipuladoras.

Elas têm uma visão positiva da vida. A fé de que as coisas vão melhorar ajuda-os a lidar com as crises.

Elas não ignoram as coisas boas. Não são ingratas. Elas expressam apreço e são generosos com elogios.

Elas são profundamente espirituais. Elas têm fortes convicções espirituais ou religiosas e comprometem-se a um estilo de vida espiritual, embora elas possam não ser afiliadas com uma igreja organizada.

Elas são sensíveis a outras pessoas. Elas reconhecem as necessidades dos outros, respeitam suas diferenças, consideram seus sentimentos e se colocam no lugar da outra pessoa.

Elas estão dispostas a crescer, mudar e trabalhar duro em seus casamentos. Elas sabem que um bom relacionamento requer flexibilidade e esforço para mantê-lo vivo.

A luz se apagou em seu casamento?

Você perdeu esse sentimento, esse senso glorioso de amar e ser amado? Você se estabeleceu em uma vida sexual rotineira? Tudo é apenas trabalhar, pagar as contas, esfregar o chão, cortar a grama e cuidar da família? O diário "eu te amo" desapareceu?

Especialistas e casais concordam que o ingrediente simples, mas mágico em um relacionamento de amor é a expressão de afeto. Eles são categóricos em salientar que este aspecto da vida de um casal é geralmente o primeiro a enfraquecer.

Ao pesquisar o que cria satisfação em um casamento, um dos achados mais significativos foi expressar afeto em uma base regular. Em outras palavras, os casais que se satisfaziam em termos frequentes de carinho, toques não sexuais, como abraços e palmadas de carinho, e demonstrações de afeto, como pequenos presentes, relatavam níveis extremamente altos de satisfação conjugal.

Inversamente, há frequentemente uma correlação entre a falta de afeto e a ruptura da intimidade. E os pesquisadores observam que a razão por que tantos casais permitem que expressões de carinho diminuam é que eles os associam à "fase inicial" de um relacionamento.

As pessoas ficam um pouco constrangidas com o que elas acham que são coisas de crianças. Elas pensam que os doces e flores, as brincadeiras, os apelidos carinhosos, são apenas um prelúdio para um relacionamento real. Pelo contrário, essas coisas iluminam o seu relacionamento.

Para colocar um pouco de amor e romantismo de volta em seu relacionamento:
  • Comece cada dia com um grande abraço.
  • Envie um cartão ou uma nota de amor para seu cônjuge.
  • Telefone para dizer "eu te amo" durante o dia.
  • Dê o presente de ouvir: abstenha-se de julgar ou dar conselhos.
  • Complete tarefas diárias juntos e deixe este momento se tornar um momento especial de partilha.
  • Coloque uma música lenta e dance.
  • Dê a seu cônjuge uma lista de dez recordações fabulosas.
  • Em uma noite clara compartilhe a experiência de olhar as estrelas, lua.
  • Assegure ao seu cônjuge, muitas vezes que você se importa, e mostre-lhe cuidado pela forma como você age.
  • Agradeça ao seu cônjuge pelos elogios e gestos amáveis ​​- e você receberá mais deles.
  • Ajude sem ser solicitado.
  • Sempre leve os sentimentos um do outro em consideração.
  • Faça do divertimento juntos uma prioridade.
  • Procure o lado bom de seu cônjuge e elogie-o.
  • Admire as conquistas do outro.
  • Durante os tempos difíceis, pense em por que você se apaixonou e se concentre nessas coisas.
  • Sempre faça seu cônjuge se sentir especial.
  • Liste todas as maneiras que seu cônjuge enriquece sua vida e compartilhe essa lista com seu cônjuge.
Um casamento forte mantém a família forte
Um casamento forte mantém a família forte
Sua vida familiar reflete essencialmente a saúde e a força de seu casamento, e vice-versa. Ter um lar que promove o respeito mútuo e a comunicação familiar é fundamental não apenas para fortalecer a sua ligação e confiança com seus filhos, mas entre você e seu cônjuge também. Por suas ações, você se torna o modelo de como se comunicar abertamente em um relacionamento conjugal.

Mesmo nas famílias mais falantes, as lutas da vida podem se infiltrar. Aqui estão várias maneiras pelas quais a dinâmica de sua família pode contribuir para reforçar os aspectos positivos de seu casamento e ajudar a salvar seu casamento em tempos de conflito:
  • Colocar ênfase na comunicação familiar aberta e honesta não só fornece um ambiente de confiança onde seus filhos se sentem envolvidos nos eventos e decisões importantes, mas também tem o mesmo efeito em seu casamento.
  • Envolver-se em frequentes atividades familiares incentiva a unidade e um sentimento de união, que inevitavelmente refletirá em seu relacionamento, você não só se envolverá com as crianças, mas também se divertirá se envolvendo com o seu cônjuge nessas atividades.
  • Crie um ambiente onde os problemas familiares são discutidos abertamente entre os membros da família e você verá que muitos de seus problemas de casamento serão abordados inadvertidamente. Todos os membros da família devem ser valorizados, respeitados e honrados. Todo mundo deve ser claro sobre a extensão da confidencialidade das revelações familiares e discussões para proteger o bem-estar de cada pessoa.
  • Estabeleça um padrão de comportamento para ajudar a educar a sua família sobre a importância de um relacionamento saudável e você verá que seu casamento vai se beneficiar muito. Manter sua família em um padrão de comportamento refletirá diretamente sobre os mesmos padrões que você mantém um ao outro, e isso lembrará você e seu cônjuge o que você espera um do outro em relação ao seu casamento. Entenda que os exemplos que você define através do curso de suas interações como marido e mulher afetarão diretamente seus filhos.
A força de sua família reflete diretamente na força de seu relacionamento. Se você acha que seu casamento está difícil, considere a possibilidade de procurar ajuda matrimonial. Os problemas conjugais inevitavelmente afetam a família também.

Não espere até que haja uma crise no seu casamento. Seja proativo na busca de soluções para os problemas. Isso não só vai ajudar o seu casamento, como também ensinará aos seus filhos que não tem problema nenhum procurar ajuda para resolver problemas, seja na vida ou em seus relacionamentos.

Aprenda as linguagens do amor no casamento
Aprenda as linguagens do amor no casamento
O amor é mais do que palavras. É mais do que um presente ocasional. O amor é um compromisso com outra pessoa que se manifesta em nossa disposição de se adaptar e cooperar com a outra pessoa. É um trabalho árduo.

Quando estamos namorando uma pessoa, ficamos felizes que alguém nos note e se preocupe com a gente. Cada presente é apreciado. À medida que os anos passam, é preciso mais do que qualquer outro presente para mostrar amor genuíno. Mas, se temos prestado atenção, sabemos mais sobre o que é importante para o nosso cônjuge. Somos melhores em amar.

Amar é a coisa mais gratificante que uma pessoa pode fazer. É gratificante não somente porque nos proporciona companhia com a outra pessoa, também é gratificante porque, no processo de entender e conviver com a outra pessoa, nos tornamos mais sensíveis, mais ternos e mais altruístas. Isso nos torna em seres humanos melhores.

Algumas pessoas podem pensar que a grande evidência do amor são as palavras muitas vezes repetidas: "Eu te amo". Mas o amor é mais do que palavras. Isso exige que observemos o que é importante para nosso cônjuge. Por exemplo, se você fosse dar um cão muito caro para o seu parceiro como um presente, seria apenas uma prova eficaz de amor, se seu cônjuge quisesse de fato um cão. Para muitos cônjuges, tal presente seria um sinal de insensibilidade. Veja 4 Maneiras de Reconhecer o Amor Genuíno

As pessoas gostam de demostrar amor de maneiras diferentes. Essas maneiras diferentes podem ser entendidas como diferentes linguagens do amor. Quando realmente amamos outra pessoa, estudamos o que é importante para ele ou ela. Personalizamos nossas mensagens de amor para que correspondam às preferências de nosso cônjuge.

Uma linguagem do amor é falar. Algumas pessoas gostam de ouvir palavras de afeto. "Eu te amo" – “Gosto de estar com você". “Você significa muito para mim". Algumas pessoas querem ouvir essas palavras todos os dias, talvez até mesmo várias vezes por dia. No entanto, algumas pessoas pensam que as palavras não são suficientes ou não são uma demonstração significativa de amor.

Outra linguagem do amor é demonstrar. Algumas pessoas querem ver o amor em ação. "Se você me ama, me ajude em casa". "Se você me ama, reserve um tempo para ficar comigo". "Mostre-me o seu amor pelo jeito que você ajuda com as crianças". Para algumas pessoas, as ações falam muito mais alto do que as palavras.

Outra linguagem do amor é tocar. Algumas pessoas gostam de abraçar e aconchego. Elas apreciam um cônjuge que segura sua mão. Elas podem gostar de sentar-se perto. A proximidade física é importante para elas.

A maioria das pessoas não querem amor em apenas uma linguagem; todos nós temos uma combinação de linguagens do amor. Alguns preferem demonstrar com falas ocasionais. Outros pode querer muitos abraços com doses regulares de demonstrações. Podemos descobrir a linguagem do amor da outra pessoa ao notar como essa pessoa demonstra amor, ao notar como essa pessoa preferiu receber amor, ou perguntando o que essa pessoa gosta. Veja também: O Seu Casamento Está Sofrendo De Transtorno De Déficit De Afeto?

Existem outras linguagens poderosas do amor: tomar tempo e mostrar compreensão. Estas duas linguagens são tão importantes que um artigo é dedicado a cada uma delas. Uma vez que as linguagens do amor também são importantes em nossas relações com nossos filhos, vamos escrever artigos sobre esse assunto em outra ocasião.

Aceite com carinho os esforços de seu cônjuge de demonstrar o seu amor ao enviar mensagens claras sobre suas preferências. Às vezes ficamos impacientes com os esforços de nosso parceiro de nos demonstrar o amor. Às vezes nossas linguagens são tão diferentes umas das outras que é difícil para qualquer um de nós passar a mensagem. Podemos escolher apreciar os melhores esforços de nosso cônjuge e podemos continuar tentando ser mais eficazes em nossos próprios esforços de demonstrar amor. Veja nesse artigo Confiança no casamento: Como construir, reconstruir e restaurar a confiança com o seu cônjuge

Amar exige esforço. Essa é uma boa notícia! O amor real requer um compromisso real e leva ao crescimento real. Você pode nunca demonstrar amor perfeitamente, mas você pode continuar tentando. A vontade de continuar tentando é parte da mensagem do amor.

Para tentar descobrir como melhor demonstrar o seu amor para com o seu cônjuge, pense sobre sua história de relacionamento. Quando vocês se sentiram mais próximos um do outro? Quando cada um de vocês se sentiu mais amado pelo outro? Como você pode construir tal relacionamento construindo tempo em seu relacionamento agora? Discuta isso com seu cônjuge.

Quais são as maneiras que seu cônjuge pode melhor demonstrar amor por você? Quais são os sinais mais claros de seu amor? Que outras maneiras você gostaria que seu cônjuge lhe demonstrasse o amor? Deixe seu cônjuge saber quais são suas preferências.

Às vezes nos tornamos indisponíveis para o amor de nosso cônjuge, ignorando ou desfazendo das maneiras que ele ou ela demonstra amor. "Ele diz que me ama, mas ele nunca demonstra isso". "Se ela realmente se importasse, ela entenderia meus sentimentos". Se não aceitarmos o melhor esforço de nosso cônjuge, podemos desencorajá-lo a tentar. Quais são algumas maneiras que seu parceiro tenta demonstrar seu amor?
Dicas para gerenciar as finanças no casamento e reduzir as dívidas
Dicas para gerenciar as finanças no casamento e reduzir as dívidas
Administrar as finanças no casamento pode ser um processo relativamente suave, ou pode ser um dos maiores desafios que você e seu cônjuge enfrentam. A realidade é que a maioria de nós inicia a vida de casados já com dívida financeira, uma carga que, em seguida, cai sobre nossos ombros e sobre os ombros do nosso cônjuge igualmente. Portanto, gerenciar as finanças após o casamento torna-se muito mais difícil, porque tentamos equilibrar o que era nosso e o que era do nosso cônjuge, um desafio que muitos casais não conseguem lidar muito bem.

A boa notícia é que existe ajuda disponível para casais que estão lutando para conseguir controlar suas finanças. Há também dicas úteis que os casais podem seguir para ajudar a aliviar o fardo da dívida e tornar o gerenciamento de finanças domésticas um empreendimento menos assustador.

Aqui estão algumas dicas que podem ajudá-los obter no caminho certo para gerenciar suas finanças sem os bloqueios e os problemas de relacionamento que muitos casais enfrentam:
  • Se vocês estão atolados profundamente em uma situação financeira, procure um consultor financeiro profissional para ajudá-los a desenvolver um orçamento viável e um plano financeiro para atender às suas necessidades diárias e de longo prazo.
  • Se você é recém-casado, sente-se com seu cônjuge e crie um orçamento mensal que separa os gastos pessoais das necessidades ou das coisas essenciais.
  • Considere a possibilidade de abrirem uma conta conjunta e pessoal para impedir que os gastos pessoais e supérfluos drenem os valiosos fundos usados para faturas mensais, emergências, etc.
  • Seja aberto e honesto desde o início e durante todo o processo sobre suas dívidas pessoais. Não esconda nada, nunca! Surpresas financeiras desagradáveis podem prejudicar muito o casamento e desencadear uma crise no casamento, portanto coloque as coisas em pratos limpos.
  • Desenvolva um plano de poupança para economizar dinheiro principalmente com a finalidade de pagar dívidas e atender imprevistos e outras emergências.
  • Considere os gastos com cartões de crédito e os empréstimos APENAS se as taxas de juros e os termos permitirem que você pague agressivamente a dívida sem juros altos.
  • Apaixonadamente evite gastos espontâneos em itens não orçamentados ou prazeres.
  • Faça compromissos um com o outro e cumpra-os fielmente.
  • Novamente, não esconda nada, NUNCA!
Não existe uma fórmula mágica para reduzir as dívidas no casamento. Mas você pode evitar uma crise no seu casamento e salvar seu casamento através da aplicação de um orçamento aberto, honesto, completo e um plano de gestão das dívidas desde o início. Os casais que concordam com os princípios de gestão financeira e planejam e trabalham em conjunto para gerenciar as finanças de acordo com esses princípios estão mais bem preparados para enfrentar as águas turvas que as finanças no casamento muitas vezes apresentam.

Elaborem um orçamento e um plano financeiro com o compromisso mútuo de viver dentro de suas possibilidades e ser honesto e aberto um com o outro. E não tenham receio de procurar ajuda se vocês estão tendo dificuldades para lidar com as finanças, a comunicação ou estão tendo problemas no relacionamento.

Casamento e dinheiro pode ser complicado, mas a melhor coisa que você pode fazer é ser aberto e honesto.

Como você e seu cônjuge gerenciam as finanças? Quais são as coisas que funcionaram melhor na sua situação?
10 coisas que você pode fazer para ter um casamento forte e saudável
10 coisas que você pode fazer para ter um casamento forte e saudável
É preciso trabalho e paciência para ter um casamento forte e saudável, mas é possível. Assim como uma boa nutrição e exercício regular pode ajudá-lo a ter um corpo saudável, existem coisas que você pode fazer para ter um casamento forte saudável.

Aqui estão 10 dicas que você pode usar para fortalecer seu casamento:

1. Gaste mais tempo um com o outro.

Os parceiros casados precisam de tempo um com o outro, para poder crescer juntos. Planeje noites com data planejada regularmente e atividades de fim de semana. Se uma “escapada” não é imediatamente possível, então torne isso um objetivo pelo qual você vai trabalhar. Ao passar tempo com seu cônjuge, você vai entender melhor suas diferenças e como lidar com os problemas que elas podem causar. Esqueça a discussão sobre "tempo de qualidade” versus “tempo de quantidade" – todo casamento saudável precisa de ambos.

2. Aprenda a lidar com conflitos.

Conflito é uma parte normal de um relacionamento. No entanto, pode se chegar a um ponto em os conflitos podem aumentar em intensidade e se tornarem emocionalmente e às vezes fisicamente inseguros. Trabalhar os problemas em um relacionamento começa com a compreensão de quais são seus problemas e como discuti-los. Existem muitos recursos disponíveis para ajudá-lo a aprender como lidar com conflitos. O uso desses recursos pode ajudar muito a preservar a segurança sua e de seu cônjuge.

3. Mostre respeito um pelo outro em todos os momentos.

Quando um casal não respeita um ao outro, muitas vezes deslizam em hábitos negativos. A pesquisa mostra que nada pode danificar um relacionamento mais rapidamente do que críticas e desrespeito. Tratar o seu cônjuge como você gostaria de ser tratado vai ajudar muito a fortalecer o vínculo entre vocês. Fazer um elogio ao seu cônjuge é uma maneira rápida e fácil de mostrar-lhe o seu respeito. Quando você é tentado a reclamar com alguém sobre os erros ou defeitos do seu cônjuge, pergunte a si mesmo como você se sentiria se ele ou ela fizesse isso com você.

4. Aprenda sobre si mesmo primeiro.

Faça o compromisso de trabalhar na autodescoberta. Muitos parceiros entram em relacionamentos sem saber o suficiente sobre si mesmos. Como resultado, eles também podem ter dificuldade em aprender sobre seus parceiros. Aprender sobre si mesmo irá equipá-lo melhor para crescer como um indivíduo e como parceiro. Independentemente de quanto tempo vocês estão juntos, há sempre mais coisas que você pode aprender sobre ele ou ela. Quais são seus sonhos para o futuro? Qual é o seu pior medo? Qual é a melhor maneira de dar ou receber amor? Imagine a intimidade e o vínculo que você vai compartilhar ao longo de uma vida juntos se vocês se comprometerem a descobrir novas coisas sobre o outro!

5. Explore a Intimidade.

A intimidade conjugal pode levar seu relacionamento a um novo nível de diversão e proximidade. É importante, no entanto, lembrar que a intimidade nem sempre significa sexualidade. Um aspecto frequentemente esquecido da intimidade é a intimidade emocional. Um exemplo de intimidade emocional é criar um espaço seguro para o seu parceiro compartilhar suas emoções sem medo de você fazer julgamentos ou fazer caso. Aprenda a diferença entre intimidade emocional e física e quando cada uma é mais apropriada do que a outra. Oferecer ao seu parceiro um tipo de intimidade quando ele realmente precisa do outro pode criar problemas em seu relacionamento.

6. Explore interesses comuns.

Os casais prosperam quando compartilham interesses semelhantes. Isso não significa necessariamente que cada parceiro irá desfrutar de todas as atividades do outro, mas abre a oportunidade para uma maior partilha e compromisso. Fazer coisas separadamente não é ruim; entretanto, interesses comuns são importantes para casamentos fortes e saudáveis. Um interesse comum pode ser cozinhar ou fazer uma caminhada juntos, passear ou praticar algum hobby juntos. O objetivo é ter algo fora da vida familiar que ambos desfrutem.

7. Crie uma conexão espiritual.

Muitos casais se aproximam quando compartilham alguma forma de conexão espiritual. Isso pode ser feito de muitas maneiras diferentes. Por exemplo, pode ser alcançado através de uma afiliação com uma igreja, através da oração, meditação ou simplesmente passando tempo na natureza ou conversa íntima.

8. Melhore suas habilidades de comunicação.

A capacidade de conversar e ouvir um ao outro é uma chave para um casamento forte e saudável. Você nunca deve presumir que seu parceiro sabe o que você está pensando ou sentindo. Diga a seu cônjuge o que está acontecendo, e como cônjuge, saiba quando simplesmente ouvir. Aprender a ouvir realmente o seu cônjuge é uma habilidade que pode exigir prática. Existem muitos recursos disponíveis, como livros, artigos de educação matrimonial e cursos on-line. Todas estas opções podem ajudar os casais a aprenderem a se comunicar de forma mais eficaz.

9. Perdoem-se mutuamente.

Se ele ou ela ainda não tiver feito, com certeza, seu cônjuge vai fazer algo que vai machucar, frustrar ou perturbar você. Adivinha o que-você vai fazer... a mesma coisa! Às vezes, pode até ser de propósito, depois de uma discussão ou um mal-entendido. O perdão é uma virtude difícil, mas importante em um casamento, especialmente porque ninguém é perfeito. Não desista de seu cônjuge porque ele cometeu alguns erros, porque você também vai cometer os seus. Quando você cometer um erro, agir rapidamente para pedir perdão e corrigir problemas. Isso ajudará a encorajar o perdão e fortalecer seu casamento.

10. Procure o melhor um no outro.

Quando você conheceu seu cônjuge, você se apaixonou por algumas de suas qualidades maravilhosas. Ao longo do tempo, no entanto, sua visão dessas qualidades pode ter mudado. Por exemplo, ele era muito bom em poupar dinheiro quando se conheceram. Agora você o enxerga apenas como um consumista e gastador! Dê um ao outro o benefício da dúvida e crie uma lista de todas as coisas que você ama sobre seu cônjuge. Isso irá ajudá-lo a se apaixonar de novo!
Injetando romance em um relacionamento
Injetando romance em um relacionamento
Quando um relacionamento começa a ficar um pouco frio, o romance é um dos primeiros aspectos a ser deixado de lado. O romance também é um desses aspectos de um relacionamento que tende a se tornar obsoleto ao longo do tempo. Em geral, todos nós precisamos injetar um pouco mais de romance em nossas vidas.

Aqui estão quatro áreas que você pode observar para ajudá-lo a impulsionar o lado romântico de seu relacionamento.

Redescubra a linguagem do amor

O amor tem uma linguagem própria, uma linguagem que todos nós precisamos aprender. De que forma o seu parceiro aprecia o amor? É em palavras, ações, afeição, presentes ou tempo? Redescubra a linguagem do seu parceiro e aplique-a quando menos ele espera. Pode funcionar como mágica.

Sinta a atmosfera do amor

Romance é tudo sobre atmosfera, mas você tem que saber quando é a atmosfera correta. Você pode, naturalmente, tentar manipular a atmosfera - um jantar à luz de velas, um passeio romântico no parque. Sinta a atmosfera e aprecie - não a ignore.

Seja espontâneo

Agir no impulso do momento pode ser muito romântico, desde que a sua espontaneidade seja apropriada. Um ramo de flores enquanto você está andando pela estrada com o seu parceiro (e não tenha medo de dar-lhe flores), um beijo quando sozinhos em um elevador, ou vestir algo sexy, apenas para ele (ou ela).

Entenda o tempo, momento

Tempo é tudo. Se seu parceiro está estressado com um prazo para cumprir, ajude-o a alcançá-lo, mesmo que isso signifique deixá-lo sozinho. Uma vez que ele completar a tarefa, surpreenda-o com uma recompensa de alguma descrição - mesmo que seja apenas um grande abraço e um drink de boas-vindas. Ser romântico pode ser espontâneo, mas todos temos momentos que isso "simplesmente pode não ser legal". Aprenda a ler os momentos, e você saberá quando um ato romântico terá seu melhor efeito.

Todos nós precisamos de um pouco mais de romance em nossas vidas. Experimente essas dicas - quem sabe, você pode injetar um pouco de romance em seu relacionamento.